• Bruna Monteiro

Medalhão Vegano de Seitan ao Molho Madeira com Amêndoas


Essa é uma receita maravilhosa! Você precisa experimentar.

Receita de Medalhão Vegano de Seitan ao Molho Madeira com Amêndoas

Rendimento: de 2 a 4 medalhões, dependendo do tamanho

Ingredientes do Seitan

4 xícaras (chá) de farinha de trigo branca (pode fazer com metade da farinha de trigo integral também)

2 xícaras (chá) de água fria

Ingredientes do Molho

1 cebola

3 dentes de alho

Um fio de óleo

3 colheres de sopa de extrato de tomate

2 colheres de chá de shoyu

1 xícara vinho tinto seco amadeirado vegano

Alecrim e orégano a gosto

Modo de Preparo

  1. Misture a farinha e as duas xícaras de água até ficar uma massa. Se ela ficar um pouco mais mole ou seca, ajuste com mais água e farinha;

  2. Sove por 15 minutos;

  3. Depois deixe a massa descansar em uma tigela com água até cobrir por de 4 a 6 horas;

  4. Descarte a água do molho e lave a massa debaixo de água corrente até que a água corra transparente ou quase transparente - parece estranho, mas é isso mesmo, lave a massa que ficou de molho e que esta bem mole como se fosse folha de alface. Você vai perceber que ela vai soltar um caldo branco, é o carboidrato da farinha. Vamos lavar até que fique apenas o glúten, que tem uma cor um pouco acinzentada;

  5. Esprema a massa e pressione o máximo para tirar todo o líquido e ar possível;

  6. Em uma panela refogue a cebola até dourar, acrescente o alho e refogue mais um pouco. Acrescente os ingredientes restantes do molho (se desejar colocar mais tempero, fique a vontade);

  7. Molde bolinhas com o glúten e coloque na panela do molho, cubra com água e leve para ferver;

  8. Abaixe o fogo e deixe cozinhar por cerca de 50 minutos, completando com água quando ela secar;

  9. Ou na pressão por 20 minutos. Nesse caso, preencha meia panela com água.

  10. Depois de cozido o seitan, coloque em uma travessa bem bonita, regue com o molho que formou (experimente para ver se esta certo no sal) e para dar crocância, enfeite com lascas de amêndoas torradas e cebolinha. E pronto!

Chef ​​Bruna Monteiro

Como quase toda mineira, desde criança, passava muito tempo na cozinha, sempre grudada na barra da saia da minha avó. Quando a minha irmã se tornou vegana, comecei a estudar mais esta filosofia para cozinhar para ela nos encontros de família. Neste tempo me formei em gastronomia pela Anhembi Morumbi, comecei a trabalhar com eventos e me tornei Personal Chef. Apesar de não ser vegana, respeito muito esta filosofia e hoje faço eventos comemorativos como aniversários, mini casamentos, chá de bebê e reuniões entre amigas, com menu 100% vegano na região de São Paulo e interior. E leitores do Vita Nutrire tem desconto para fazer seu evento vegano, basta usar o código "vitanutrire".

output_ibuHiD.gif
output_yQJpEW.gif
Siga o Vita Nutrire:
Em Destaque: